O que fazer quando a depressão não passa? Saiba como agir e qual especialista procurar

3 Min de Leitura
Mulher com depressão sentada no sofá, ao lado da janela, abraçando os próprios joelhos.

É muito difícil lidar com o transtorno depressivo no cotidiano. Muitas vezes, mesmo seguindo todas as recomendações do especialista, como o uso de antidepressivos e a psicoterapia, o paciente pode não ver evolução no combate aos sintomas, o que pode gerar medo e frustração. Sendo assim, o que fazer quando a depressão não passa?

Por que a depressão persiste?

Muitos fatores podem fazer com que essa doença persista. Por isso, se você passa por essa situação ou conhece alguém com sintomas de depressão, é fundamental buscar ajuda. A celeridade no diagnóstico possibilita um plano de tratamento adequado rapidamente, visando à recuperação do bem-estar.

Uma das principais causas da depressão resistente é o tratamento inadequado. Ao diagnosticar a doença, o médico especialista recomendará uma abordagem mais direcionada aos sintomas que o paciente está sofrendo, considerando o histórico dele e outras questões relacionadas à saúde mental.

Por isso, é extremamente necessário que o diagnóstico seja preciso. Só assim o psiquiatra conseguirá escolher a medicação mais eficaz conforme o tipo de depressão, como também personalizar o plano de tratamento para lidar com todas as necessidades específicas do paciente.

O que é depressão resistente?

Em alguns casos, o organismo do paciente pode não se adaptar às opções de tratamento convencionais e naturais. Esse quadro é conhecido como depressão resistente ou refratária. Nesse momento, é preciso buscar alternativas inovadoras e eficientes que vão além do uso de antidepressivos e da psicoterapia.

Portanto, se você está tratando a depressão e não sentiu melhoras ou qualquer tipo de alívio nos sintomas, é fundamental conversar com um médico habilitado para fazer uma avaliação ainda mais detalhada. Nesse processo, o psiquiatra poderá reavaliar o seu quadro para escolher outra abordagem.

O especialista poderá indicar um tratamento de depressão refratária que consiste na combinação de mais de uma técnica terapêutica. Isso pode envolver fármacos, terapias e abordagens alternativas cientificamente comprovadas, como as infusões com cetamina e a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT).

Sintomas da depressão resistente

Os sintomas da depressão resistente são muito parecidos com os do Transtorno Depressivo Maior (TDM). A diferença é que, nesse caso, eles persistem mesmo com a utilização dos antidepressivos. Sendo assim, essa é uma condição que pode desencadear problemas físicos e psicológicos, como:

  • perda de prazer em atividades outrora prazerosas;
  • distúrbios de sono (insônia ou sonolência);
  • perda ou ganho de peso em excesso;
  • ideação suicida;
  • sentimento de culpa e inutilidade;
  • falta de energia;
  • dores diversas e outros sintomas físicos sem causa médica clara;

Tratamentos para a depressão resistente

Para saber o que fazer quando a depressão não passa, é importante consultar um psiquiatra especializado. É possível optar por procedimentos inovadores e altamente seguros, como o tratamento com cetamina e a EMT. Todas essas técnicas são realizadas aqui na Clínica Ór. Elas ajudam a aliviar os sintomas de forma mais rápida em comparação com as abordagens medicamentosas.

Tratamento para depressão com cetamina

O tratamento para depressão com cetamina consiste na aplicação endovenosa de baixas doses do medicamento sob supervisão e monitoramento hemodinâmico. Com efeito rápido, essa prática tem sucesso em cerca de 70% das pessoas que sofrem de depressão resistente.

A cetamina é utilizada na medicina moderna há mais de meio século para o uso anestésico. Nas últimas décadas, estudos comprovaram que, utilizada em baixas doses no combate ao transtorno depressivo, ela atua de maneira rápida e eficaz no tratamento da Depressão Maior e da Depressão Bipolar. A eficácia já foi observada em casos graves e resistentes às abordagens convencionais.

A Clínica Ór é pioneira no tratamento para depressão com cetamina, realizando essa técnica desde 2015. Nossos médicos são muito criteriosos na consulta para identificar eventuais contraindicações. Esse cuidado minimiza ainda mais os riscos, adequando o procedimento conforme as necessidades de cada paciente.

EMT

A Estimulação Magnética Transcraniana é um procedimento não invasivo com um equipamento que emite um campo magnético para estimular uma área do cérebro. Pessoas com Depressão Maior ou com Transtorno de Ansiedade Generalizada toleram bem o processo.

A Clínica Ór segue um protocolo avançado de neuromodulação baseado em estudos de ponta da Universidade Stanford, nos EUA. Portanto, nosso procedimento consegue emitir ainda mais estímulos comparado aos tratamentos convencionais com EMT. Isso também aumenta bastante a chance de sucesso.

Como lidar com a depressão resistente no dia a dia?

Para quem é diagnosticado com a depressão resistente, pode ser essencial fazer algumas mudanças no estilo de vida. Primeiro, é muito importante estabelecer uma rotina de sono controlada. Um período de descanso de qualidade melhora o humor e possibilita mais organização no dia a dia.

Outro fator importante é cuidar da alimentação: estabelecer uma dieta equilibrada auxilia diretamente o bem-estar. Para isso, é fundamental consumir itens saudáveis e evitar o consumo de bebidas alcoólicas, alimentos processados ou com excesso de açúcar.

Também é recomendado incluir a prática de exercícios físicos na rotina. Essas atividades são altamente benéficas para o humor e a disposição, aliviando os sintomas da depressão. Além disso, manter um acompanhamento profissional e conviver com amigos, familiares e pessoas próximas é essencial para ter apoio emocional. 

Conheça as soluções da Clínica Ór para o tratamento de depressão resistente

Para saber o que fazer quando a depressão não passa, é fundamental conversar com um psiquiatra para receber a melhor orientação quanto ao tratamento mais apropriado. Conheça os serviços da Clínica Ór e entre em contato.

COMPARTILHE!

Clínica Ór Psiquiatria
Clínica Ór Psiquiatria

Clínica dedicada ao cuidado e tratamento de saúde mental. Oferecemos uma abordagem abrangente e personalizada para cada paciente.