TRATAMENTOS

Hipnose para depressão

Você já ouviu falar em hipnoterapia? O uso da hipnose no tratamento de doenças psiquiátricas tem ganhado cada vez mais espaço no cenário da psicologia nos últimos anos. A hipnose para depressão , por exemplo, tem tido ótimos resultados para aliviar os sintomas de pacientes com essa doença.

Para entender por que a hipnose está entre os tratamentos para depressão com grande potencial, continue a leitura e entenda como o método atua no subconsciente.

 

 

Compreendendo o modelo da mente

 

Para você compreender o que é a hipnose e como ela pode ajudar na superação da depressão , traumas e problemas emocionais, primeiro, é necessário conhecer o modelo da mente proposta por Gerald Kein, que divide a mente em três sucessos.

O consciente é a camada que exerce funções de tomada de decisão, pensamento, força de vontade e memória consciente. Por sua vez, o inconsciente é a camada reguladora das funções corporais, como os sistemas nervoso, endócrino e imunológico. 

Já o subconsciente é o responsável pelas emoções, pelo instinto de autopreservação, pelos hábitos, pela imaginação e pela memória subconsciente. Esta última preservação eventos com encorajamento emocional que aconteceram na vida da pessoa. 

Esses eventos moldam as reações emocionais e os comportamentais que os indivíduos vão ter ao longo da sua existência. Então, ele passa a ter pensamentos disfuncionais por conta de eventos dos quais ele não se lembra ou pensa que são irrelevantes. 

 

 

Hipnose: como funciona

 

A hipnose é um estado de consciência em que a camada subconsciente da mente toma a frente enquanto a camada consciente fica no pano de fundo. Normalmente, é o oposto. Por isso, no nosso estado de consciência cotidiano, a conexão com o subconsciente é mais difícil. 

Dessa maneira, o estado de hipnose facilita o acesso e a reprogramação dos conteúdos do subconsciente, como emoções, memórias, imaginação, hábitos e vícios. O foco é quebrar padrões disfuncionais aprendidos inconscientemente ao longo da vida. 

No esporte, a hipnose é alcançada por meio das chamadas induções, que promovem o relaxamento físico e mental. O paciente permanece consciente durante todo o processo e consegue lembrar de tudo após a sessão.

 

 

Como é a hipnoterapia para depressão

 

Hipnoterapia é a terapia feita com a pessoa em estado de hipnose. Por ter acesso mais direto ao subconsciente do paciente, ela costuma ser mais eficiente e rápida que outras.

Diversas técnicas provenientes das escolas de psicoterapia podem ser utilizadas, já que a hipnose funciona como um catalisador para elas e atua no tratamento de traumas e de várias condições psiquiátricas, como a depressão.

Ao ressignificar e neutralizar emocionalmente o evento traumático, ele deixa de ser um trauma e passa a ser apenas uma memória como as outras. Com isso, ele deixa de gerar padrões de pensamento, sentimento e comportamento disfuncionais causadores de transtornos emocionais. 

 

 

Indicações de hipnoterapia

 

Antes de partir para o tratamento com hipnose para depressão, é importante que o paciente faça uma avaliação completa com um psiquiatra. Nesse momento, tanto os aspectos médicos quanto psicológicos vão ser investigados para que o tratamento mais adequado seja indicado. 

As sessões de tratamento para depressão com hipnose têm duração média de uma hora. Todavia, é difícil prever a quantidade de sessões necessárias, mas com 3 a 12 horas de hipnoterapia já é possível obter bons resultados.

Em alguns casos, pode ser necessário aliar a hipnose para depressão ao tratamento convencional com uso de medicamentos. Isso porque a união de ambas as abordagens consegue tratar tanto os aspectos mentais quanto as disfunções cerebrais envolvidas na depressão.

Vale ressaltar que, apesar de ter bons resultados, a hipnose clínica, assim como qualquer outro tratamento, não resolve o problema em 100% dos casos. Os traumas e padrões disfuncionais tratados com esse método nem sempre são a principal causa da depressão. Por isso, a importância da avaliação psiquiátrica correta.

 

 

Hipnoterapia tem evidência científica?

 

A evidência científica acerca do uso da hipnose para depressão ainda é limitada, principalmente porque as técnicas de hipnoterapia usadas em cada estudo variam bastante, dificultando a comparação entre eles. Ademais, esta forma de tratamento não se encaixa bem ao modelo biológico mais utilizado na psiquiatria atual.

Apesar disso, já existem algumas pesquisas que apontam a sua eficácia em diversos casos. O estudo “ Is Hypnotherapy an Effective Treatment for Depression” (2013), de autoria de Simone Youssef, por exemplo, concluiu que a hipnose para depressão é, sim, eficaz para aliviar os sintomas desse distúrbio.

Clínica Ór: conheça nossa equipe especializada em tratar depressão

Como vimos, a evidência científica indica que a hipnose clínica potencializa os resultados de qualquer técnica terapêutica. Então, se você está buscando esse ou outro tipo de tratamento para a depressão, conheça a Clínica Ór.

Ela foi concebida objetivando oferecer soluções inovadoras e eficientes aos problemas de saúde mental. Se ficou interessado(a), entre em contato conosco e agende a sua primeira consulta.