Como prevenir depressão: saiba o que você pode fazer

3 Min de Leitura
Homem em mesa de trabalho aparentemente cansado, passando a mão nos olhos.

A depressão é um dos principais fatores de incapacitação devido aos sintomas, que vão de leves a graves. A doença é tida como o “mal do século” pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Com cada vez mais casos pelo mundo, cresce a preocupação sobre como prevenir a depressão.

Apesar de toda a relevância, essa condição psiquiátrica ainda é pouco compreendida pela população. Este conteúdo auxilia você a cuidar da saúde mental e se inteirar sobre o assunto. Confira!

O que é depressão?

Antes de saber como prevenir a depressão, é relevante entender do que se trata essa doença. Ela pode ser definida como um distúrbio psiquiátrico crônico, decorrente de uma comunicação disfuncional entre neurônios e áreas do cérebro. 

De acordo com estudos clínicos que buscam explicar o que é depressão, a doença pode ser originada tanto de fatores externos quanto internos. Situações estressantes ou difíceis ao longo da vida, marcadas por luto, violência e traumas, por exemplo, podem ser gatilhos para o início de um quadro depressivo.

Além disso, consumo de drogas ilícitas, doenças sistêmicas, predisposição genética e uso de medicamentos como anfetaminas aumentam o risco do surgimento dessa condição multifatorial.

Como prevenir a depressão?

Algumas mudanças de hábitos no dia a dia podem fazer a diferença para evitar um quadro depressivo. Um estudo publicado no JAMA Psychiatry comprovou a importância da higiene do sono na prevenção da depressão, pois dormir bem deixa as pessoas menos propensas à doença.

Exercícios físicos e meditação

A prática de exercícios físicos também é bastante benéfica para pessoas com depressão ou que desejam prevenir a doença, pois promove equilíbrio mental. Isso foi demonstrado em um estudo realizado pela Universidade de Vrije, na Holanda, publicado no Journal of Affective Disorders

A sensação de bem-estar proporcionada pelos exercícios físicos também pode ser obtida com a meditação. Essa prática ajuda a desacelerar o corpo e a mente do estresse da rotina diária, auxiliando as pessoas a se reconectarem com si. 

O poder dessa técnica de relaxamento foi demonstrado em um artigo produzido por pesquisadores da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos. As considerações foram publicadas no periódico JAMA Psychiatry, auxiliando as descobertas sobre como prevenir a depressão.

Alimentação equilibrada

Recentemente, pesquisadores publicaram um estudo na revista Molecular Psychiatry sobre a menor ocorrência de depressão em pessoas que mantêm uma dieta balanceada. Também foi comprovado o benefício para a prevenção de demais patologias, como diabetes e hipertensão. 

Terapia

Para ajudar na prevenção, a terapia com profissionais especializados, psicólogos ou psiquiatras, também exerce papel essencial. Resumidamente, esse tipo de acompanhamento auxilia o autoconhecimento, assim como o cuidado com a saúde mental e emocional.

Como identificar os primeiros sintomas e o que fazer?

O indivíduo com depressão pode apresentar diversos sintomas, que devem ser observados com atenção. Entre os mais comuns, estão as alterações de humor, fazendo com que a pessoa apresente angústia, tristeza e irritabilidade. O sentimento de apatia, a falta de motivação e o desânimo também são frequentes.

Os sintomas de depressão incluem perda de interesse por atividades que eram prazerosas e baixa autoestima. Ao notar qualquer um desses sinais, é importante procurar um especialista para evitar o agravamento da doença.

Tratamentos para depressão

Além de saber como prevenir a depressão, vale conhecer os tratamentos eficazes para quem já está sofrendo com os sintomas da doença. Há muitas opções. Após uma avaliação médica, o especialista opta pelo mais adequado para o paciente.

Tratamento convencional

Essa abordagem combina remédio para depressão e psicoterapia. Normalmente, ela é escolhida quando apenas o acompanhamento psicoterapêutico não foi suficiente para o paciente.

Tratamento com estimulação magnética transcraniana (EMT)

O estímulo magnético é eficaz e seguro para a melhora da depressão maior. Basicamente, ele consiste em estimular o córtex pré-frontal dorsolateral (DLPFC) com um campo eletromagnético. O objetivo é regular as redes neurais disfuncionais na doença, aliviando ou reduzindo os sintomas.

Tratamento com cetamina

A cetamina também é uma boa alternativa de tratamento para pacientes que não tiveram resultados satisfatórios com a abordagem convencional. Segundo estudos científicos, a substância tem um intenso efeito antidepressivo, sendo indicada para casos de depressão resistente e ideação suicida. 

O paciente com depressão tem alta?

Apesar de alguns pacientes serem considerados curados da depressão, um acompanhamento pode ser importante para observar possíveis novos episódios da doença. A periodicidade e a abordagem devem ser definidas junto a um psiquiatra, referência no assunto.

Conheça os tratamentos oferecidos pela Clínica Ór!

Agora que você já entende como prevenir a depressão, conte com a Clínica Ór para aliviar o seu sofrimento. Aqui, os pacientes têm acesso a tratamentos que trazem excelentes resultados.

A Clínica Ór utiliza desde tratamentos tradicionais, como medicamentos e psicoterapia, até mais avançados, com infusões de cetamina e estimulação magnética transcraniana. Ficou curioso para conhecer mais sobre o que ela oferece? Então, entre em contato com a equipe e tire todas as suas possíveis dúvidas!

COMPARTILHE!

Clínica Ór Psiquiatria
Clínica Ór Psiquiatria

Clínica dedicada ao cuidado e tratamento de saúde mental. Oferecemos uma abordagem abrangente e personalizada para cada paciente.

Posts Relacionados

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

16/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

14/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

09/02/2024