Saiba o que é ansiedade generalizada e quais são os sintomas e tratamentos

3 Min de Leitura
ansiedade generalizada

TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada) é, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), um dos principais problemas que acomete milhões de pessoas em todo o mundo.

E um dos principais sintomas caracteriza-se pela preocupação excessiva com eventos comuns do cotidiano. Com isso, uma pessoa com transtorno de ansiedade generalizada passa a ter um sentimento constante de medo, pânico e irritabilidade com situações do dia a dia.

Consequentemente, esses pensamentos destrutivos afetam a vida do indivíduo gradualmente, tornando desgastante a vivência no trabalho, com a família e nas atividades sociais.

Por isso, saiba que é extremamente necessário conhecer a fundo o que é ansiedade generalizada e quais são os seus sintomas. Isso pode ser o primeiro meio preventivo, servindo como um direcionamento quanto à procura de um profissional. Saiba mais a seguir!

Quais são os sintomas?

Até aqui, já é perceptível que esse transtorno afeta principalmente os pensamentos do indivíduo. Além disso, outra característica recorrente é a dificuldade de controle do medo por um longo período — por vezes, uma média de 5 a 6 meses. 

Entretanto, saiba que existem muitos outros sintomas de transtorno de ansiedade generalizada. E para uma pessoa ser caracterizada com essa condição, é preciso apresentar 3 ou mais sintomas da lista abaixo: 

  • dificuldade em relaxar;
  • inquietação;
  • irritabilidade;
  • tensão ou dores musculares;
  • fadiga;
  • problemas de sono e dificuldade de concentração;
  • dores de cabeça;
  • palpitações cardíacas;
  • distúrbios gastrointestinais;
  • aparecimento repentino de tremores e espasmos;
    sudorese.

 

Além desses sintomas, é muito recorrente a ansiedade ser acompanhada de outros transtornos, como transtorno do pânico, depressão maior, transtorno obsessivo compulsivo e, em alguns casos, alcoolismo ou consumo de substâncias ilícitas.

Quais são as causas?

Embora as causas da ansiedade também possam variar de pessoa para pessoa, existem alguns fatores comuns que podem desencadear o desenvolvimento dessa condição. E as 3 principais causas são:

Fatores genéticos

A ansiedade generalizada pode ser influenciada por fatores genéticos. Estudos mostram que pessoas com histórico familiar de transtornos de ansiedade têm também maior probabilidade de desenvolvê-la..

Estresse crônico

O estresse crônico é outra potencial causa da ansiedade generalizada. Quando uma pessoa está constantemente exposta a altos níveis de estresse, isso pode sobrecarregar seu sistema nervoso e levar ao desenvolvimento de ansiedade.

Situações, como problemas financeiros, ambiente de trabalho estressante ou problemas familiares podem contribuir para o estresse crônico e desencadear a ansiedade.

Traumas passados

Experiências traumáticas podem deixar uma marca profunda em uma pessoa e contribuir para o desenvolvimento de ansiedade generalizada.

Situações como abuso físico ou emocional, bullying ou eventos traumáticos podem desencadear respostas de ansiedade duradouras. As memórias desses traumas podem continuar afetando o indivíduo, mesmo anos após a ocorrência do evento.

Listamos abaixo alguns dos fatores traumáticos que podem acarretar o surgimento do transtorno de ansiedade. Alguns deles são:

  • falecimento de um familiar;
  • divórcio ou separação;
  • abusos, assédio e violências passadas;
  • relacionamento conturbado com algum familiar durante a infância ou adolescência;
  • mudança abrupta que desencadeou uma nova situação financeira.

Como é feito o diagnóstico?

É importante ressaltar que nenhum transtorno pode ser descoberto por autodiagnóstico. Assim, é muito importante e recomendado consultar um profissional qualificado, como psicólogo ou psiquiatra. E ele irá realizar uma avaliação completa, levando em consideração os sintomas apresentados, bem como sua duração e frequência.

Ainda, o profissional descartará outras condições médicas que possam estar causando os sintomas. Portanto, saiba que é importante relatar todos os sintomas e preocupações , para que o diagnóstico seja assertivo.

Existe cura?

Até o momento, não existe cura para ansiedade. Contudo, com os tratamentos adequados e a mudança efetiva dos hábitos, é possível eliminar os sintomas e deixar o paciente em remissão, isto é, como se não tivesse o transtorno.

Como tratar?

Há diversos tratamentos para transtorno de ansiedade generalizada. Os medicamentos antidepressivos e a psicoterapia são os tratamentos mais utilizados atualmente para este transtorno. No entanto, nem todos respondem ou toleram estes medicamentos. Nestes casos, devemos considerar terapias alternativas como a EMT (Estimulação Magnética Transcraniana), uma técnica não invasiva que utiliza pulsos magnéticos para estimular áreas específicas do cérebro.

A EMT funciona por meio da aplicação de um campo magnético de baixa frequência no crânio do paciente, o que estimula a atividade cerebral, gerando efeitos positivos no tratamento da ansiedade.

Este método atua na regulação do humor, reduzindo a ansiedade e promovendo o bem-estar emocional. É um tratamento seguro, indolor e livre de efeitos colaterais significativos, além de ser um bom substituto de terapias convencionais.

Sem contar que especialistas em transtorno de ansiedade generalizada constataram resultados promissores da estimulação magnética transcraniana no tratamento da ansiedade.

Tenha acesso ao melhor tratamento na Clínica Ór!

Caso você tenha se identificado ou conheça alguém que apresenta os sintomas de ansiedade generalizada, procure o quanto antes a ajuda de um profissional com experiência no assunto.

E saiba que, na Clínica Ór, você encontra profissionais qualificados, tratamentos eficazes e métodos inovadores no combate à depressão e à ansiedade. Agende sua consulta agora mesmo pelo WhatsApp: (11) 91168-1948.

COMPARTILHE!

Clínica Ór Psiquiatria
Clínica Ór Psiquiatria

Clínica dedicada ao cuidado e tratamento de saúde mental. Oferecemos uma abordagem abrangente e personalizada para cada paciente.

Posts Relacionados

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

16/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

14/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

09/02/2024