Saiba por que a depressão vai e volta

3 Min de Leitura
Mulher de cabelo curto séria, vestida com um casaco bege, com aparência de triste.

Você sabe por que a depressão vai e volta? Em muitos casos, pacientes vivenciam a recaída da doença. Isso ocorre quando há retorno ou piora dos sintomas após a tentativa de tratamento.

Entender por que a depressão pode voltar é importante. Afinal, a recorrência causa grandes prejuízos para o paciente, bem como para familiares e amigos. Continue a leitura deste artigo para descobrir as causas da recaída da depressão.

O que é depressão?

Primeiro, o que é depressão? Essa condição de saúde mental séria é caracterizada por persistente tristeza, desânimo, perda de interesse ou prazer nas atividades cotidianas. Geralmente, ela afeta várias áreas da vida, como o trabalho, os relacionamentos e o bem-estar geral. 

A depressão é mais que sentir tristeza. Ela muda a forma de pensar, sentir e agir. Os pacientes vivenciam desinteresse e melancolia persistentes em relação à rotina, o que afeta significativamente a qualidade de vida.

CID (Classificação Internacional de Doenças) é o sistema de codificação utilizado para classificar diversas condições médicas, incluindo transtornos mentais. A depressão é representada pela CID-10 (décima revisão). O código F32 corresponde a episódios depressivos, enquanto o código F33 corresponde a episódios recorrentes.

Por que a depressão pode retornar?

A depressão é uma condição complexa e multifacetada. As causas da recorrência variam para cada pessoa. Alguns fatores que explicam por que a depressão vai e volta são: genética, eventos estressantes e estilo de vida. Confira detalhes sobre isso. 

Depressão crônica

Pacientes diagnosticados com depressão crônica vivenciam a condição por um longo período. O transtorno do humor é marcado por um quadro depressivo persistente, com probabilidade maior de recorrência. Nesse caso, a cronicidade já explica por que a depressão vai e volta. 

Fatores genéticos

A predisposição genética pode influenciar a probabilidade de recaída e explicar o que causa depressão. O histórico familiar da condição gera maior vulnerabilidade genética para o desenvolvimento e a recorrência.

Eventos estressantes

Eventos estressantes na vida, como perdas, traumas ou mudanças significativas, podem desencadear novos episódios depressivos. Eles podem ocorrer ao longo do tempo, contribuindo para recaídas da depressão.

Tratamento inadequado

Quando uma pessoa interrompe o tratamento para a depressão prematuramente ou não segue as orientações médicas, pode contribuir para a volta dos sintomas.

Fatores sociais e ambientais

Os fatores sociais e o ambiente em que o paciente vive podem desempenhar um papel importante na depressão. Condições socioeconômicas, relacionamentos interpessoais e outras circunstâncias individuais podem elevar o nível de estresse, explicando por que a depressão vai e volta.

Estilo de vida

Fatores de estilo de vida, como falta de sono, má alimentação, sedentarismo e uso excessivo de álcool ou drogas, podem desempenhar um papel na recorrência dos sintomas da depressão.

Quais são os sintomas de recaída da depressão?

Como identificar a possível recaída dessa condição? Os sintomas dessa fase são iguais aos do começo da depressão. Apesar de eles variar entre cada pessoa, em geral, é importante ficar atento aos seguintes sinais:

  • tristeza persistente;
  • pensamentos negativos;
  • desânimo, fadiga e falta de energia;
  • perda de interesse em atividades que eram prazerosas;
  • alterações na alimentação, na concentração e no sono; 
  • isolamento social.

Como tratar a depressão que vai e volta?

Muitas pessoas perguntam por que a depressão vai e volta, especialmente quando a condição é mais resistente. Os pacientes com histórico de recaída precisam de uma abordagem abrangente, envolvendo tratamento médico e psicológico apropriado.

Em geral, como forma de tratamento, busca-se reduzir o estresse e eliminar os comportamentos prejudiciais associados à depressão. Esse protocolo visa a quebrar o ciclo de recorrência. 

É importante que o paciente aprenda a reconhecer os padrões e as circunstâncias que desencadeiam a volta da depressão. Assim, não apenas os sintomas, mas as causas dos episódios depressivos podem ser abordadas.

Atualmente, existem diversas opções de tratamento para quem enfrenta a depressão profunda. Eles são eficazes mesmo em casos de recaída ou resposta negativa aos métodos convencionais.

Tratamento para depressão profunda na Clínica Ór

A Clínica Ór utiliza abordagens inovadoras, como o uso da cetamina e a estimulação magnética transcraniana (EMT), para tratar casos de depressão com recaída.

A cetamina é um medicamento com efeitos antidepressivos rápidos e significativos em casos resistentes. Geralmente feita por infusão intravenosa, a aplicação mostra ótimos resultados em grande parte dos casos, proporcionando alívio dos sintomas depressivos.

Na EMT, são utilizados campos magnéticos para modular a atividade cerebral, especialmente nas áreas associadas à regulação do humor. A técnica é não invasiva, segura e eficaz para pacientes depressivos.

Ambas terapias representam avanços no tratamento da depressão resistente, oferecendo esperança para quem não responde aos métodos tradicionais. Entre em contato com a Clínica Ór para garantir que os tratamentos sejam administrados sob supervisão médica especializada, com segurança e eficácia. 

 

COMPARTILHE!

Clínica Ór Psiquiatria
Clínica Ór Psiquiatria

Clínica dedicada ao cuidado e tratamento de saúde mental. Oferecemos uma abordagem abrangente e personalizada para cada paciente.

Posts Relacionados

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

16/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

14/02/2024

3 Min de Leitura

Clinica Or Psquiatria

09/02/2024